Grafeno: Como um material que não deveria existir levou ao prêmio Nobel?

 

Alexandre R. Rocha

O grafeno é o material mais fino possível. Esta estrutura com um único átomo de espessura forma uma folha com propriedades aparentemente extraordinarias e rendeu a seus descobridores o prêmio Nobel de física em 2010. Como ele foi descoberto? O que faz físicos, químicos e engenheiros tão fascinados com algo tão pequeno? Será que toda a empolgação é justificada? O evento é gratuito, participe!

O evento é gratuito. Participe!

Visualizar o cartaz desta edição.

 

Sobre o palestrante

Possui graduação em Física Pura pela Universidade Estadual de Campinas (2001), mestrado em Física pela Universidade Estadual de Campinas (2002) e doutorado em Fisica pelo Trinity College Dublin (2006). Desde de junho de 2012 é Pesquisador do Instituto de Física Teórica (IFT) da UNESP. Em Agosto de 2014 foi escolhido Pesquisador Associado do Centro Internacional de Física Teórica (ICTP) por meio de bolsa concedida pela Simmons Foundation (2015-2020). Tem experiência na área de Física, com ênfase em Estruturas Eletrônicas e Propriedades Elétricas de Superfícies; Interf. e Partículas, atuando principalmente nos seguintes temas: electronic transport, quantum conductance, extended hückel, nanowires.

Quando

05 de Outubro, 2017, quinta-feira, entre 19h30 e 21h

Onde

O evento será no Tubaína Bar (Rua Haddock Lobo, 74) NOVO LOCAL!

 

Sobre

Papos de Física é um evento de divulgação científica idealizado pelo ICTP-SAIFR e surge como uma oportunidade de conhecer um pouco mais sobre assuntos instigantes e as mais recentes descobertas científicas na área de física. Com seminários curtos (15-20 min) seguido de debates, esta atividade será feita de forma descontraída e com conteúdo acessível a qualquer público.

Newsletter

Caso queira receber as novidades dos próximos eventos escreva seu e-mail abaixo.

Próximas Edições cartaz semestral

  • 5 de outubro - Alexandre Reily Rocha - Grafeno: como um material que não deveria existir levou ao prêmio Nobel

  • 9 novembro - ​Horatiu Nastase - Liquidos e solidos como hologramas de buracos negros